Em tempos de PCC ...

Não custa nada reeditar esse texto antigo, mas alguém duvida de que vai ser assim mais uma vez?

 


 

A roda dos crimes que abalam o país

 

Tudo começa numa nota de pé de página, num jornal de grande circulação, tipo empresário é assassinado misteriosamente'', ou ''fulano se encontra desaparecido'', ou ''famoso encontrado morto na porta de sua casa''; nada de mais, apenas uma nota sobre uma suspeita de um crime ou um crime que, a princípio, pareceria corriqueiro.

 

Depois, as notícias que dão o choque: o empresário assassinado fora barbaramente torturado até a morte por traficantes de drogas adolescentes, ou o corpo de fulano é encontrado dilacerado por ordens do próprio filho, ou o famoso é morto por alguém que se desejava invejoso e firmara um pacto de morte com a própria mãe para executar o crime.

 

Mais notícias: o empresário era um senhor benevolente que dava emprego a cerca de 1000 funcionários e ajudava às famílias destes, o fulano era um pai exemplar que levava os filhos à praia toda semana e que se preocupava com os ''maus elementos'' amigos do mais velho, que planejou o crime, e o famoso era um ator promissor que recentemente se casara com uma apresentadora de TV e chamava a inveja do assassino.

 

Em três ou quatro dias, acontecem as mais diferentes respostas: editoriais dos jornais conservadores clamando por justiça e mudanças nas leis, editoriais dos jornais mais liberais lembrando que a coisa não é bem assim (e sendo atropelados pelo clamor popular), pais, filhos, netos, amigos e tudo o que mais clamando contra os absurdos dos ''direitos humanos para bandidos'' e querendo justiça; determinada apresentadora fazendo clamores pelo fim da baixaria e pela pancadaria, outro pedindo pau neles ... e por aí vai.

 

Em nove ou dez dias, tudo se acalmará de novo: notícias surgem a todo momento, e o povo precisa trabalhar, afinal de contas; os parentes das vítimas montarão associações pela justiça e pelo endurecimento da lei; políticos levarão projetos ao Congresso, e alguém se lembrará que o nosso país é signatário de tratados internacionais que prezam o respeito às liberdades individuais (lógico, porque para a ONU direitos são direitos, e não para poucos mas para todos); os projetos são arquivados ou entram em compasso eterno de espera; passeatas são montadas, e tudo fica por isso mesmo; se o assassino é morto na cadeia, ou se alguém comete uma loucura, as entidades de direitos humanos esperneiam, mas ninguém liga, porque ''bandido bom é bandido morto'', e tudo fica por isso mesmo.

 

Em quinze dias, ninguém mais se lembra dos nomes dos assassinos ou dos criminosos, a não ser em colunas que costumam tratar casos assim a fundo (e que quase ninguém lê, por sinal).

 

Em trinta dias, tudo cai no esquecimento e a vida segue seu rumo.

 

Até que outra nota de pé de página comece tudo de novo ....


FPS, 20/11/03, 10:21

Comentários

  1. Como se não bastasse esta situação caótica ainda existem uns idiotas que espalham boatos sobre PCC e alimentam pânico em SP através de e-mails , de mensagens de comunicadores instantâneos e em sites de relacionamento. Isso prejudica a vida de milhares de pessoas e ainda dificulta o trabalho da polícia e também da imprensa.
    Antes de repassar qualquer mensagem para sua lista de contato, encaminhe-a sempre a empresas de antivírus, que poderão confirmar se são verdadeiras. Não vamos ajudar a complicar mais ainda a situação!

    Veja exemplo de boato virtual que já circula pela web:

    ISSO É URGENTE!! > >HOJE ÀS 18HS HAVERÁ UM ATAQUE DE VIOLENCIA NA CIDADE.... POR FAVOR, ESTEJAM >EM SUA CASA ÀS 18HS!!! > > AS 18 HS, VAI TER UMA AÇÃO DE VIOLÊNCIA NA CIDADE, A DIRETORIA DE UMA > GRANDE EMPRESA RECEBEU UMA CARTA DA POLÍCIA ÀS 10H DE HOJE AVISANDO A > RESPEITO DISSO.... > > TODOS OS FUNCIONÁRIOS VÃO SER DISPENSADOS A PARTIR DAS 16HS > QUE NÃO ERA PRA NINGUÉM FICAR NAS RUAS > OS ÓRGÃOS PUBLICOS TÃO REPASSANDO ESSA CARTA ÁS EMPRESAS LIGADAS AO > GOVERNO, COMO NO CASO DA DIRETORA DA EMPRESA QUE RECEBI ESTA INFORMAÇÃO. > > POR FAVOR, AVISE O MÁXIMO POSSÍVEL DE PESSOAS QUE VOCÊ CONHECE!!! > > ATENÇÃO, ISSO NÃO É TROTE, É SERIO..... POR FAVOR, AVISEM TODOS QUE VOCÊ > CONHECE!!! >

    Obrigado

    Um abraço

    Marco Aurélio

    ResponderExcluir
  2. Realmente, existe muita apelação em cima dos fatos, tanto por parte de veículos de comunicação preocupado$ apena$ apena$ com o faturamento, quanto por engraçadinhos que acham graça ficar espalhando boatos sem se dar conta do Pânico que estão ajudando a disseminar. E o pior é que, quando os direitos dos presidiários, dos bandidos, são desrespeitados (nada contra os tais direitos humanos!), as ongs, os bispos e cardeais, os artistas, enfim... todos que são ligados aos "direitos humanos" botam a boca no trombone e exigem isto e aquilo e mais alguma coisa. Mas quando acontecem coisas como dias atrás em São Paulo e em outras cidades brasileiras, orquestradas por bandidos enjaulados mas "donos" dos presídios e de algo mais, ninguém aparece... cadê os direitos humanos dos reféns, dos policiais mortos barbaramente, da população amedrontada? Até agora não ví nenhuma voz se levantar para reclamar disso...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?