Olimpíada 2008, parte I: reclame com a sua mãe!!!

Claro que você tem que reclamar com a sua mãe - é por causa dela que as transmissões da Globo são tão chatas; é ela - ou o mané ao seu lado - quem pergunta sempre pelo brasileiro, quem insiste em ficar ouvindo o Galvão Bueno porque "é mais legal", ou que chora junto toda vez que a Jade Barbosa cai em lágrimas lembrando da mãe que morreu quando ela era pequena.

Reclame com a sua mãe - porque por causa disso nossos atletas não tem preparo psicológico, porque por isso o Brasil não tem um projeto olímpico que vá além do sentimental; reclame com a sua mãe assim como deveria reclamar com os jornalistas que falam que esporte deveria ser ensinado na escola, como se isso rendesse medalhas, insistindo em chamar de "amador" o esporte que tem mais de profissão do que qualquer outra coisa.

Essa é a verdade: a cobertura olímpica só é o saco que é porque tem que agradar a um público alvo - e por isso os blogueiros revoltados estão reclamando com as pessoas erradas; a Globo tem que garantir seu orçamento e os patrocinadores vender seu peixe, como é de praxe, aliás, no mundo capitalista em que vivemos (e onde quase tudo, aliás, é "made in China"). Como o público-alvo da emissora maior do Brasil é a noveleira incorrigível, ficamos com aquelas estorinhas de superação e com as crises de euforia e depressão nacionalistas, que valem para o IBOPE mas que são nulas diante das realidades diversas pelas quais passa o esporte brasileiro.

Por isso, antes de falar qualquer coisa, um favor que eu peço aos blogueiros e comentaristas de blos de todo o mundo, vão atrás de quem realmente é o culpado: reclame com a sua mãe, porque só vamos ter medalhas de ouro a granel o dia em que todos pararmos de ficar choramingando (e curtindo esse choro) e lutarmos pelo esporte com a competição que uma Olimpíada exige.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

E você, concorda que a pieguice em eventos esportivos chegou ao seu limite e quer dar um basta nisso tudo? Ou para você mãe é sagrada e tem todo o direito de chorar, sem falar que os coitados dos atletas não tem estrutura para treinar, lutar pelo seu sonho e coisa e lousa e mariposa, como diria o cronista?

Seja qual for sua opinião, comente; o espaço aqui é todo seu (embora o dono seja eu ... rs ...).

Comentários

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?