Poesia

desatando nós.

pode-se imaginar milagres nos outros,
mas tudo deve começar por nós.

assim como só podemos fazer o que está ao nosso alcance.

tudo deve começar por desatar os nós
que estão presos em nossos corações.

e que não se desamarram
sem que estejamos prontos a fazê-lo.

somente.
por.
nós.
desatarei.
esse.
nó.

e sem que deixemos de lado nosso próprio eu
não nos libertaremos.

sem largar a mão de ser eu
não deixarei esse nó.

e para libertar-me,
terei que deixar de ser eu mesmo
um nó.

para os outros.

mas, principalmente,
para mim mesmo.

fps, 15/12/2010, 10:22

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser