20.10.15

Poesia: Nasce uma família



O meu filho é uma gracinha,
ele é um cuti-cuti.

Quando eu chego, ele chuta
gunguna, sorrindo: "toot!"

Sonhos são sonhos, 
vidas passadas,
presente e futuro,
um bombom.

Sorrisos ... flores ... ursinhos ... carinho ... pequeno.

Príncipe ... mel ... balaclava ... fonte ... de luz ... coração.

Verdades no ar,
em uma doce canção.

Gemidos soltos.

Um pai que nasce.
Uma mãe que se revela.

Um berro.

...

O meu filho é uma gracinha,
ele é um cuti-cuti.

Quando eu chego, ele chuta
gunguna, berrando, 
gemendo de dor,
chorando de amor, 
gritando, explodindo, vivendo.

Quando eu chego, ele chuta.
E sorri.

E gunguna.

"toot!"

fps, 21/08, 16:15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Para pensar - October, 1994. (via adesejar)

Mas que é eu me conheço, entende? Nunca vou ao final de nada, porquê sou medrosa, sou egoísta e maluca. Se eu perder, não consigo dizer que ...