29.4.16

Poesia



Você passa por mim na rua. 

Me ignora, finge que não existo.

Mas, escondida, chora - assim torço eu.

Você me olha de longe, acena, fascina, me excita.

Você, você ...

Da janela, você vê meus acertos, meus erros.

Mas na rua, nem me observa.

Finge que não vê.

Espero que não chores, porque eu não posso chorar por isso.

fps, 29/04, 19:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Disqus for Trash Etc!