De olho na religião:

UMA "FATWA EVANGÉLICA"

Assisti, estarrecido, ontem, vários telejornais brasileiros noticiarem que o evangelista americano, Pat Robertson, sugeriu que o governo americano assassine o presidente venezuelano, Hugo Chaves.

Minha primeira lembrança de Pat Robertson foi a de ter ligado a TV nos EUA e vê-lo entrevistando a cristã holandesa, Corrie ten Boom - que perdeu o pai e a irmã nos Campos de Concentração Nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

A família ten Boom, ficou famosa no mundo inteiro através do livro e filme, O Refúgio Secreto (The Hiding Place). O "Refúgio" era um cômodo, na casa deles, preparado para esconder Judeus durante a perseguição Nazista. Após terem sido descobertos, a família Boom teve o mesmo destino dos Judeus. Apenas Corrie escapou com vida.

Poucas pessoas carregaram na vida o testemunho do Evangelho de Jesus Cristo tão claramente quanto Corrie ten Boom. Dar a vida, preservar a vida, sacrificar a vida para que outros vivam, esse foi o exemplo máximo de Jesus Cristo. No entanto, ontem, na sugestão do Pat Robertson, eu vi o que o Fanatismo Religioso pode fazer aos homens.

Pat Robertson sugere o assassinato de Hugo Chaves baseado no fato de que "seria mais barato fazer isso do que entrar numa guerra que custe US$ 200 bilhões".

Minhas perguntas, ao confirmar a veracidade da sugestão de Robertson, são as seguintes:

  1. Como alguém pode sugerir um negócio desses num programa de tv sustentado com ofertas feitas "em nome de Deus" e para "“propagação do evangelho"?
  2. Qual a diferença entre essa sugestão de Pat Robertson e a fatwa Islâmica proferida contra o escritor indiano, Salmon Rushdie? (A fatwa é uma declaração de que qualquer um que mate Rushdie estará prestando um serviço ao Islã)

Ou seja, ao sugerir o assassinato de Hugo Chaves, Pat Robertson está agindo da mesma forma do Islã - que ele tanto diz ser maligno em sua homepage (http://www.patrobertson.com).

Ao ver atitudes como essa do Pat Robertson é que eu confirmo quanta coisa diabólica já foi feita em nome de Jesus. Sim, foram cristãos como Pat Robertson que assassinaram e saquearam, em vários lugares do mundo, "em nome de Jesus" e para "propagação do Evangelho"; e, infelizmente, com "dinheiro ofertado para a obra de Deus".

Vejo também que Pat Robertson e Bin Laden são irmãos gêmeos. Ambos defendem que aqueles que se oponham às idéias deles devem ser mortos. Portanto, com essa visão esposada por eles, podemos dizer, sem medo de errar, que Cristianismo e Islamismo servem ao mesmo deus - o da intolerância.

Não fosse o registro dos evangelhos de que os próprios discípulos de Jesus se enganaram quanto ao propósito de Cristo, seria uma grande surpresa ver essa sugestão de Pat Robertson.

"E [Jesus] mandou mensageiros adiante de si; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada, mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez? Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. (Lucas 9:52-56)"

Posições como essa do Pat Robertson me fazem ver duas coisas.

A primeira é que ainda há muitos cristãos que não sabem a que espírito pertencem; e nem para que Jesus veio a esse mundo e habitou entre nós.

A segunda é que com certos cristãos a única unidade possível é em torno da Bíblia - "e se ela estiver fechada", como bem disse Denton Lotz, secretário executivo da Aliança Batista Mundial, ano passado, durante as comemorações do Dia da Bíblia, no Vaticano.

Deus tenha misericórdia e nos livre de "evangelistas" como Pat Robertson!

Que Ele possa continuar nos dando cristãos como Corrie ten Boom!

Bento Souto

P. S. (FPS3000): Causa nojo que eu diga isso, mas a verdade é que há muitos cristãos perdidos no legalismo sem sentido e sem razão - infelizmente o que a gente sente vendo atitudes como as de Pat Robertson é resumível em uma palavra: VERGONHA.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?