Sinal da cruz


"Em nome do Pai ..." quantos não deturparam sua mensagem, dizendo que ELE queria quando na verdade eram ELES que queriam, matar, fuzilar, roubar, esquartejar para seu próprio prazer e para satisfazer sua sede de ganância.
"Em nome do Filho ..." quantos não falam besteiras, bobagens, insanidades, declarando-se poderosos quando na verdade são somente massa em estado agudo de decomposição.
E, ainda assim, há aqueles que procuram, e zombam "... do Espírito Santo ...", ao recusarem seu consolo e sua proteção procurando alívio na Lei, ou na permissividade, ou na relatividade da vida, ou na frouxidão de seus próprios atos, ou, pior ainda, em fardos maiores que suas costas mas que ELE nunca pediu para ninguém carregar, em vida.
E, diante de todos esses fatos, quem poderá realmente selar-se com este sinal dizendo: "amém"?

FPS, 09/08/2005, 13:07

Comentários

  1. linda maria12:09 PM

    bela reflexão!
    provocativa de outras...
    e de muitas indagações!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?