Poesia


Desconstrução

Da janela,
vejo o sol
que se põe no horizonte.

E vejo também
os sonhos de outros,
materializados ao seu lado.

Vejo, também,
os pequenos espaços,
os grandes limites.

E penso
na verdade que procuro.

Desconstruindo
a mim mesmo.


FPS, 02/12/2006, 14:40

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?