A garota espancada na Suíça: isso é porque não é a SUA filha

Interessante como tem gente covarde andando pela Internet brasileira, embarcando na versão da polícia suíça que a garota teria se auto-mutilado, com a sigla de um partido NAZISTA, e que a agressão COVARDE sofrida por ela e que implicou na perda de gêmeas e que está sendo negada de forma MAIS COVARDE AINDA pelos órgãos de imprensa suíços?

Para esse que vos escreve não tem "pano pra manga" nenhum nesse caso ... uma mulher grávida dificilmente se mexeria para não perder os bebês - não é preciso pensar muito para entender isso, muito menos quando se trata de brasileiros, que tem uma malícia maior do que a média e não deveria cair na lábia de uma imprensa naturalmente tendenciosa (que existe aqui, na China, na Inglaterra e - agora vemos - também na Suíça).

Ou será que a garota precisa mostrar a ultrassonografia para dizer que estava grávida e que fora agredida? Quem em sã consciência grava a sigla de um partido ultranacionalista com gilete na barriga e no peito?

Façam-me o favor ... se fosse no Brasil a Delegacia da Mulher e o Ministério Público já teriam sido acionados e esses cavalheiros já estariam sendo protegidos pela polícia para não morrer na mão de bandidos na cadeira - que podem ser salafrários mas respeitam a própria família para não perder o resto de sanidade que ainda possuem.

Como dizem sempre nesses casos: e se fosse a SUA filha, ou neta, ou mãe, ou mulher, hein?

Comentários

  1. Realmente está sendo ltrajante o que vem acontecendo em relação a esse caso. Estou aqui tentando acreditar que ao menos as nossa autoridades lá na quele lugar de gente "civilizada do primeiro mundo" façam algo...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser