Poesia

F. D. P.

 

Força de presença,

feito de pancada,

foi de pensamento,

falta de potência,

feito doido pouco,

feliz de paixão,

fruto de "pinóia",

fonte de pavor.

Falta dedo pelo,

faz-se dentre poucos,

forja-se de piolhos,

faz desse presságio,

filho de princípios,

feito da tristeza,

foi de prostituta

(falha do produto).

 

 

És filho, és dela.

Nada se há por fazer.

 

 

 

fps, 28/10/1996

Comentários

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser