Poesia

Vida e morte de um pronome pessoal

Eu.

Eu.

Eu.

Eu.

Eu, eu, eu, eu, eu.

Eu.

Eu.

Eu.

Ela.

Eu.

Eu.

Eu.

Ela.

Ela?

Eu.

Eu.

Eu.

Ela.

Ela.

Ela.

Ela.

Ela.

Nós.

Nós?

Ela.

Ela.

Ela?

Ela?

Eu.

Eu?

Eu!

Eu.

Eu.

Ela.

Eu.

Ela.

Eu.

Ela? Eu? Ela? Eu?

Nós!

Nós!

Nós.

Nós, nós, nós, nós, nós.

Nós.

Nós.

Nós.

Ela ...

Eu.

Eu.

Eu.

Eu.

Eu ...
.

fps, 07/12/05

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser