Poesia

Atos e desatos de uma vida inteira

Te procuro.

Me esqueço.

Te acho.

Me entendo.

Te quero.

Me mato.

Te adoro.

Me arraso.

Te vivo.

Me explodo.

Te vejo.

Me acendo.

Te mato.

Me quero.

Te sinto.

Me amo.

Te arraso.

Me entendo.

Te quero.

Me sinto.

Te vejo.

Me penso.

Te adoro.

Me arraso.

Te vivo.

Me vejo.

Te quero.

Me acendo.

Te sinto.

Me amo.

Me quero.

Me faço.

Me sinto.

Me arraso.

Me vejo.

Me entendo:

 

 

Te amo.

FPS, 05/08/1996, 09:20

Comentários

  1. Caro Fabio

    Como voce talvez não tivesse visto o meu presente a voce de amigo "secreto" no nosso boteco, aqui vai o endereço novamente:

    http://www.youtube.com/watch?v=lugqy9ZHvQ0

    Fiquei MUITO feliz de ter sorteado voce !!!
    Como escrevi por lá e repito aqui !!!

    ABTAÇÃO "cumpadi véio" !!!
    Enio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser