Oração do poeta (ou do sonhador)

“Senhor Deus, amado pai,

estou triste, meu Senhor

Já não sei mais confiar

no grande poder do amor.

Já não sei mais o que falo,

já não sei mais o que sou,

já não vivo com ternura,

minha vida só é dor.

Já não posso esperar nada

das pessoas que queria,

pois punhais me traspassaram,

machucado em demasia.

Fico muito agoniado

com o que vejo de dia

e a noite, só dá sono,

não mais aquela alegria

de viver a cada sonho

um momento diferente

e fazer de um mundo novo

algo melhor p´ra essa gente.

Senhor Deus, meu Pai querido,

dá-me forças p´ra lutar.

Dai-me chances nessa vida,

dai-me sede do saber,

dai-me a oportunidade

de crescer para viver.

Tudo isso pede um homem

que sabe o quanto é de bem,

para terminar a reza

em nome de Cristo,

Amem”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?