Prosa, reflexiva …

A mansidão

“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão o reino dos céus”.

Assim diz um dos trechos do Sermão da Montanha, a melhor mensagem já feita em todos os tempos pelo melhor dos pregadores que o mundo já conheceu, Jesus Cristo, o filho de Deus.

E, com total sinceridade, realmente ele sabia o que estava querendo dizer com essa frase, pois os mansos e puros de coração são pessoas de grandes qualidades e virtudes, que fazem com que ninguém possa falar um pio contra suas qualidades.

Senão, vejamos.

O puro de coração tem somente uma preocupação: a felicidade dele mesmo e dos outros, seguindo os padrões de bondade e pureza que a sociedade estabelece para os seus (no nosso caso, os valores cristãos).

Não importa a sua religião, cor, idade ou sexo: essas pessoas sempre estarão interessadas em ajudar os outros, servindo como um ombro amigo nas dificuldades, alegrando-os com sua presença e usando de sinceridade para com todos, sabendo muito bem respeitar os sentimentos dos outros.

Uma pessoa mansa, pura e humilde de coração faz com que tudo ao seu redor mude por completo.

Sempre terá o respeito de seus semelhantes, pois ninguém poderá dizer uma palavra contra ela.

Procurará ser feliz da maneira mais simples possível, procurando manter em seu coração os melhores sentimentos em relação a todas as pessoas, e - apesar de existirem sempre alguns “espertinhos” que tentarão deixá-la em situação ridícula perante todos - será sempre defendida por todos, e terá grande felicidade em sua vida.

Todo manso de coração pode não entender muita coisa que acontece, mas sempre será capaz de ajudar as pessoas, fazendo sempre o melhor por elas, e tendo sempre amigos sinceros e fiéis.

Procurará a felicidade, de todas as formas possíveis, e a encontrará em uma pessoa que saiba respeitá-la e amá-la com os sentimentos mais puros e fortes que um ser humano pode ter.

Assim, será sempre feliz, e todos a respeitarão e estarão junto com ela, em suas dificuldades, ajudando-a para que ela possa encontrar o caminho certo da felicidade.

Sempre disse que a felicidade é feita de sentimentos pequenos, que se juntam aos poucos, para formar um grande sentimento de amor e paz. Por isso, invejo os mansos, que nunca sentirão o mal que a sociedade tem, e que sempre serão felizes, apesar dos problemas da vida.

Felicidades a todos os mansos, puros e humildes de coração, e que possam encontrar, no final do túnel, uma luz para suas vidas.

fps, 13/11/95

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser