Poesia, sem nome



angústia
medo
frustração
sono pesado
sono leve

suor
incontido
derrama lágrimas no chão.

melhor acabar logo com isso.

um tiro, na cabeça.

ou no coração.

fps,
30/05



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser