25.2.15

Poesia, revisitada



Morten´alma (II)

Há morte no fogo, no sangue.

Vida?

Na alma dos que querem bem.

Falta de tempero.
Falta de esmero.

Nada a temer,
a viver, a dizer,
nada.

Sorrio, com calma ...

Sorriso sinistro, assassino,
morte da firmeza que já vi.

Falta confiança, ou coragem.
Ou os dois.

É duro, é triste
viver  ...

... a vida de quem nada sonha.
De quem não tem ideal.

Uma esperança, nas frestas
de uma pessoa que já voltou.

Um dia.

Mas toda a verdade,
é que falta muito para acabar.

E para contar o quanto custou.
Ou o que deixou.

Ou mais, quanto amou.

Ou o que parou.

Ou o que ficou.


Falta a certeza
de que há um caminho.

Algo a terminar.

Amar? Sentir? Viver?
Não sei.

Não sei de nada.

Mas sei o que vejo em meus sonhos:
você.

Só você.




fps, 18/03/96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Para pensar

"Se você não gosta de alguma coisa, mude-a.  Se você não pode mudá-la, mude sua atitude.  Não reclame".  Maya Angelou