Impeachment do Temer? Ora, francamente...

Será que ninguém percebeu que o governo Temer era apenas uma mudança de rumos no país, e que, do ponto de vista ético, seria trocar seis por meia dúzia? Ainda nessa tocada: será que as pessoas eram cegas o suficiente para entender que se era para medir honestidade Dilma poderia ser mais ética e honesta do que o atual chefe de Estado e de governo brasileiro?

Acredito piamente que Dilma deveria ter sido tirada do poder, não tanto pelos crimes do petrolão, mas por sua incompetência. Creio, particularmente, que só o parlamentarismo resolveria as crises que volta e meia existem em nosso Estado pseudo-policial.

Entretanto, deixemos de hipocrisia: o impeachment só foi para a frente porque a ex-presidente não sabia lidar com a política como ela é.

Temer sabe o que faz. É uma raposa velha. Reconhece que o Congresso é que tem o controle do país nessa fase da República, não obstante a Lava-Jato querer detonar a tudo e a todos.

Precisa dos políticos para governar. Esses, que todo mundo odeia, mas elege.

E sabe aquilo que a classe política mais detesta: ingratidão, humilhação, desmoralização.

Dilma fazia isso o tempo todo. Não governava em conjunto com os Poderes, em harmonia. Desautorizava articulações políticas, e achava que a rua resolveria tudo.

Quando os políticos cansaram, caiu. Sem muito esforço.

Vocês acham, francamente, que Temer, antenado com o mercado, os donos do poder e o Congresso, cairá desse jeito? Seria muita ingenuidade pensar assim.

Afinal, as ruas não representam a média da população. Talvez nem representem elas mesmas.

E os que realmente pagam a conta - empresários, trabalhadores, povo - querem paz.

E compras. Na Black Friday. Pela metade do dobro. Financiado.

Mas hoje. 

Não amanhã.

fps, 25/11/2016, 22:16

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser