Enfim alguém resolveu responder ...

... porque deputado federal precisa de 90 dias de férias por ano: foi a deputada federal Suely Caldas, de Roraima, que fez aquilo que muito político tem medo de fazer perante à opinião pública, ou seja, justificar os atos que pratica.
 
Ela foi a única que votou contra a redução dos 90 dias de recesso parlamentar e admitiu que esses dias são necessários, principalmente porque não se faz política somente no Congresso, mas nas ruas e no contato com os eleitores - as famosas e decantadas ''bases'', que a classe média despolitizada dos grandes centros desconhece, já que não conheço ninguém que tenha contato com o seu político nas bandas das capitais e bandas largas por aí (ao contrário do que ocorre nos municípios do interior onde existe um contato mais forte com os ''seus deputados'', ou ''seus políticos'', como queiram).
 
É importante lembrar que isso é louvável porque político em geral não gosta de se explicar a ninguém, muito menos à imprensa: está certo, a convocação extraordinária foi um mecanismo inventado para não se convocar o Congresso à toa - mas quem não gostaria de dois salários a mais durante o ano? Foi por estes exageros, e aplicações erradas da lei, que chegamos ao nível baixíssimo de atividade dos parlamentares que temos hoje - e, mais do que nunca, é por causa dessas situações que os políticos estão no nível mais baixo de confiança, e a imprensa, no mais alto; porque a imprensa denuncia o que o povo acredita ser errado, e os políticos nem se preocupam em justificar-se perante o povo, que, afinal de contas, é o patrão de todos eles, e exige satisfações o tempo todo, e não só na hora do voto.
 
Atitudes como a desta deputada podem ser até difíceis de se entender, mas são dignas de louvor porque finalmente alguém tenta explicar o porquê dos mecanismos do Congresso - porque não adianta dizer que é normal, ninguém acredita; e os nossos deputados foram eleitos por diversos motivos, mas não para fugir do povo, como fazem o tempo todo.
 
Você concorda? Veja a entrevista e tire suas conclusões: ela está em http://oglobo.globo.com/jornal/pais/189997939.asp.
 
...
 
E essa diminuição das férias parlamentares serviu também para um fato interessante: com a diminuição do recesso de 90 para 55 dias o Brasil passa a estar entre os países de maior atividade parlamentar do mundo, ao lado da Alemanha, e na frente dos EUA que dão 60 dias de férias aos seus representantes (sem falar dos quase 180 dias de recesso da Austrália ... uau ...).
 
Mas perguntar não ofende, e é por isso que o Olho Clínico pergunta: a imprensa vai noticiar isso?
 
E, mais importante: na Alemanha deputado trabalha de segunda e sexta-feira? Porque os nossos ... xiiii ...

Comentários

  1. Olá, meu amigo. Até concordo que muita gente malha o Congresso, muitas vezes sem razão. Mas o recesso de 90 dias é injustificável, pricipalmente por que a semana parlamentar vai de 3ª a 5ª, tendo, os Deputados e Senadores, 4 dias por semana para visitar "as bases". Desde que a democracia foi implantada no Brasil, muita verdade apareceu sobre Deputados, Senadores e até sobre Presidentes, porém, muitas mentiras e hipocrisias foram lançadas e são engolidas por boa parte de nosso povo. Acho que para essa Deputada, já que foi sincera uma vez na vida, podemos dar um prêmio: deixá-la o resto da vida junto às bases e não reelegê-la. Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  2. Oi Fabio!!!!
    é muito cinismo,rsrsrs, pior que ta ficando cada dia pior escolher alguem...
    bjusss

    ResponderExcluir
  3. Fábio, que beleza de Blog! Parabéns pelo conteúdo. Passarei mais vezes por aqui! Abraço e bom final de semana!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Porque as Igrejas não discutem o que acontece na sociedade? Mais ainda: será que salgamos o mundo como deveríamos?