Poesia

aquarela negra
 
era uma noite
escura, fria e bela,
tal qual uma aquarela,
negra.
 
uma noite escura,
onde os gatos, pardos, rondam,
esperando sua hora chegar.
 
uma noite,
escura, fria, bela,
negra.
 
negra como teus olhos,
minha santa e bela imagem,
meu esplendor.
 
que vejo, em sonhos,
nessa noite.
 
escura, fria, bela, santa, imagem, pura.
 
negra.
 
como ti.
 
fps, 03/06, 00:50

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser