Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Prosa: Halloween à brasileira

Imagem
- Sacanagem, meu, p... sacanagem.Na conversa entre o adolescente e a mãe, naquela casa nacionalista até o talo, o filho do socialista professor de História expressou sua indignação da maneira mais espontânea que encontrou. E, enquanto a boa mãe olhava a cara desolada do garoto, e pensava com seus botões para não falar alguma besteira contra o pai, o fedelho que saiu das fraldas e ganhou voz continuava sua lamúria: - Cara, meu pai é "mó" chato ... imagina só, eu estava querendo ir aquela festa de Halloween, aquela do inglês, sabe, tio ... "Sei ... aquela que seu pai demorou a aceitar, e que só deixou você entrar porque eu paguei ..." - ... aí ele veio com um tal de "ralouim, só se for com macaxeira", me falou para deixar de ser bobo e ficar em casa, que essa festa é do imperialismo estrangeiro e que ... olha só o que ele disse ... "Sim, eu ouvi lá da cozinha: NENHUM FILHO MEU, DE UM PAI TÃO REVOLUCIONÁRIO COMO EU, VAI PASSAR POR UMA FESTA TÃO CAPITALISTA C…

É o dia-a-dia, estúpido!

Comecei a escrever essas linhas enquanto os resultados das eleições estavam sendo apurados, a “hora da verdade”, em que ficaram evidentes frutos das apostas dos partidos políticos para 2012.Com uns chorando, outros rindo, outros tantos sérios em demasia. E alguns, principalmente nas redações de certas revistas e jornais Brasil afora, se remoendo no próprio  ódio.Talvez porque desejassem um milagre, a existência de um eleitor que, tomado de fúria patriótica, tivesse o “bom senso” e o “civismo” de expurgar os antiéticos e supostos corruptos do templo sagrado do Estado brasileiro. e iniciar um tempo em que o mínimo ético seria a base para todas as escolhas políticas do povo brasileiro, dali por diante.Como se eleição, no frigir dos ovos, não fosse uma escolha entre modelos administrativos, que mexem com o cotidiano de uma população quee precisa de saúde, educação, segurança, serviços públicos de qualidade; e que determina suas escolhas baseadas, principalmente, na percepção de que suas v…

Conselhos aos que exultam com a suposta justiça do mensalão …

Imagem
Esperem a ressaca.Esperem o pós-julgamento, no qual se pedirá a inconstitucionalidade de várias leis aprovadas no governo Lula, muitas das quais relevantes para o Brasil, como a reforma da Previdência.Esperem a reação da mesma imprensa que louva Joaquim Barbosa quando começar o julgamento do mensalão tucano, origem do valerioduto que depois abasteceu o PT.Esperem, principalmente, quando o STF começar a pisar nos calos da imprensa, e da classe média que a sustenta, forçando interpretações legais que sejam a favor de redistribuição de direitos, e justiça social por lei.Coisa que, aliás, é defendida pelo "negão de toga" Joaquim Barbosa, um exemplo por lembrar, no meio do sucesso, que ele é efêmero.Ou pelo Lewandowski, que ousa explicar e reiterar princípios do Direito a uma turba que, bem lá no fundo, só deseja vingança.Contra o quê, não sei.Esperem o chefe da quadrilha ser chamado. Se é que ele será, um dia, já que nunca se sabe quanto de gritaria será necessário para insinuar…