10.10.12

Conselhos aos que exultam com a suposta justiça do mensalão …

rawr

Esperem a ressaca.

Esperem o pós-julgamento, no qual se pedirá a inconstitucionalidade de várias leis aprovadas no governo Lula, muitas das quais relevantes para o Brasil, como a reforma da Previdência.

Esperem a reação da mesma imprensa que louva Joaquim Barbosa quando começar o julgamento do mensalão tucano, origem do valerioduto que depois abasteceu o PT.

Esperem, principalmente, quando o STF começar a pisar nos calos da imprensa, e da classe média que a sustenta, forçando interpretações legais que sejam a favor de redistribuição de direitos, e justiça social por lei.

Coisa que, aliás, é defendida pelo "negão de toga" Joaquim Barbosa, um exemplo por lembrar, no meio do sucesso, que ele é efêmero.

Ou pelo Lewandowski, que ousa explicar e reiterar princípios do Direito a uma turba que, bem lá no fundo, só deseja vingança.

Contra o quê, não sei.

Esperem o chefe da quadrilha ser chamado.

Se é que ele será, um dia, já que nunca se sabe quanto de gritaria será necessário para insinuar coisas sobre o quê, o porquê, ou o sei-lá-mais-o-quê

Mas esperem, principalmente, alguns anos, pelo menos os vinte que separam o “impeachment” do mensalão petista, para entender se nossos tempos foram realmente o início de uma mudança nos costumes brasileiros.

Ou se, o mais provável, foi só mais uma nuvem passageira, uma chuva de verão.

Em todo caso, há males que vem para muito bem.

Afinal, sem a ruína de Dirceu e cia., não teríamos Dilma, talvez nem Haddad …

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seus comentários AQUI.

Para pensar - Escrito por Isadora M., Kellyn, Grazi e Juliana em Julietário. (via adesejar)

Busco liberdade. Duas palavras que conseguem descrever meus dias. Simples não? A parte complicada é encontrar essa tal liberdade. Meus pensa...