Poesia



"Vou ser bem sincero. 

No fim de tudo,
dá vontade de sumir no mapa,
esquecer,
parar de sofrer.

Ninguém se importa, mesmo."

FPS, 01:00, 05/12/2015

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conclusões sobre a Lei Seca

Poesia: Desespero da Arlequina

Dória prefeito: a vitória do que São Paulo é sobre o que ela deveria ser