31.3.12

Havia MESMO risco de ditadura comunista no Brasil em 64?

A ditadura fará 48 anos de verdade amanhã.

Estranho falar nesse assunto, tanto tempo depois que os militares resolveram cumprir as ameaças que pairavam desde 1946 e iniciar o período mais negro (e complexo) de nossa história.

Porém, como Norma Braga, em seu blog, decidiu discorrer um pouco a respeito da “ameaça comunista”, dou cá meu pitaco a respeito, até porque a discussão vale a pena e esse blog não é só poesia e prosa.

E começo pela discordância: a tal da “ameaça comunista”, que foi pretexto para o golpe.

Não que seja favorável à idéia de uma ditadura de esquerda no Brasil, longe disso: mesmo os esquerdistas condenam os guerrilheiros da época, como o saudoso NPTO, que nesse post falou diretamente a respeito dos erros daquelas milícias, entre elas ensinar o bandidinho a ser bandidão.

Mas é um fato: os militares erraram na dose – e feio.

Erraram porque quiseram entrar em assuntos de civis, da administração miúda; porque se esqueceram de que missão de militar é salvar a pátria de inimigos existentes, e não de ameaças invisíveis; porque abrigaram os corruptos de sempre em suas asas, enquanto puniam as poucas cabeças capazes de comandar o pais pelo carisma.

Mas erraram, sobretudo, porque ninguém além das Forças Armadas tinham poder para fazer uma revolução comunista naquele momento; se houvesse em 64 um grupo soviético incrustado entre os militares podia ter acontecido de tudo, inclusive uma guerra civil.

Contudo, eles, os militares, eram um grupo coeso.

Anticomunista. Quase fascista. Mas coeso: e por isso – somente por isso – o Brasil não é uma Cuba.

Embora, convenhamos, por um caro preço: o de violentar uma Nação por vinte anos, a troco de uma ameaça inexistente.

Essa é apenas uma teoria, de muitas que poderiam aparecer, mas gostaria da sua opinião: o Brasil realmente corria riscos de uma ditadura comunista em 64?

30.3.12

Para pensar … e refletir muito …

"Os homens têm menos escrúpulos em ofender quem se faz amar do que quem se faz temer, pois o amor é mantido por vínculos de gratidão que se rompem quando deixam de ser necessérios, já que os homens são egoístas; mas o temor é mantido pelo medo do castigo, que nunca falha"

Maquiavel

27.3.12

Para pensar

O moralista é como um sinal de trânsito que indica para onde se pode ir para uma cidade, mas não vai.

Charles Dickens

Prosa

Desde o início as regras foram claras:

Só sexo. Sem compromisso.

E com o tempo continuou assim, até que o coração começou a apertar a cada saída.

Sentiu medo, saiu daquela vida; e a regra para eles então coisa mudou:

Só sexo sem compromisso.

Mas algo faltava, não se sentia bem, e pensou que faltava alguma coisa.

Voltou, e aquietou-se, e aceitou de bom grado a nova diretriz:

Só sexo, e compromisso.

Mas o tempo, cidadão antigo, traz com ele a mesmice, e aos poucos traz imposição:

Só compromisso. Sem sexo.

Ao fim, se enchem um do outro, e caem fora do que seria o desastre.

E a realidade entre os antigos amantes se interpõe, como num alívio:

Nem compromisso.

Nem sexo.

fps, 26/03/2012

25.3.12

Poesia

victorias-secret
 
ode a uma deusa
 
deusa
que me atormenta nos sonhos
 
teus olhos amendoados
fascinam.
 
és belíssima,
por isso me torturas.
 
deusa,
livra-me de tua devoção,
para que possa saciar-me.
 
porque és deusa,
e teu caminho, natural,
é o céu;
 
jamais a terra,
deste reles e simples mortal.
 
fps, 22/03, 11:16
 
 

17.3.12

7.3.12

Poesia

meio-exílio I

exilio

minha terra não tem palmeiras,

porque eu sou são-paulino;

tem micro a perder de vista,

armário, gaveta, escaninho;

 

tem esgoto, por sob as cabeças,

e pequenos bichinhos aos pés;

 

mas os amigos estão perto,

mesmo longe, e é isso que importa.

 

fps, 07/05/2011

Para pensar - Peter Pan. (via romantizado)

Ela me disse que amar era sofrer, e eu olhei pra ela e disse que sofreria por ela. Peter Pan. (via romantizado) http://ift.tt/2j028rt via ...