Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2005

Ah, não, esse merece um post:

Não bastasse Sylvester Stallone confirmar que vai dirigir e atuar em Rocky VI (só o fato de existir um sexto Rocky já é trash o suficiente), vem aí ... Rambo IV: http://www.estadao.com.br/divirtase/cinema/noticias/2005/out/31/91.htm É realmente a prova viva de que falta simancol e, quem sabe, dinheiro ao ex-garanhão italiano; mas será que cola? E mais, será que ele aguenta? hehehe ... (neste momento o dono do blog dá um riso sarcástico enquanto ouve o último sucesso da Banda Calypso e lentamente pensa em salvar o mundo mais uma vez, ou pelo menos em comer mais um pãozinho de queijo feito com todo carinho pela sogra do dito cujo ...)

Para os de Salvador, um olá e um aviso:

Segue um recado, diretamente da lista TCafe: nos dias 5 e 6 de novembro(sábado e domingo), em Salvador, no Colégio/Faculdade 2 de Julho, durante o Anipolitan, haverá uma sala dedicada exclusivamente às séries live-action (ou tokusatsu, para os íntimos), com ênfase para as produções recentes que, devido ao desinteresse das emissoras de TV e aos contratos entre Toei e Disney (leia-se Power Rangers), dificilmente passarão um dia no Brasil. Segue a programação - para maiores informações acesse o site oficial, http://www.anipolitan.com.br/. 05/11 (sábado) - SALA 05: 11:00 - Kamen Rider Hibiki
12:00 - Ultraman Cosmos vs. Ultraman Justice - Movie
14:00 - Spectroman DUBLADO
15:00 - Magiranger
16:00 - Gaoranger vs. Supersentai - Movie
18:00 - Gransazers ------------------------------------------------------ 06/11 (sábado) - SALA 05: 11:00 - Justirisers
12:00 - Sailor Moon Live Action
13:00 - Dekaranger - The Movie
14:00 - Kamen Rider Faizu
15:00 - Ultraman
16:00 - Kamen Rider Blade
17:00 - Ryuuki - 13 Ri…

Enquanto isso, aqui em MG ...

O calor está gostoso, o pão de queijo continua ótimo - e daqui da lan house eu vejo o movimento da rua; tranquilo e pacífico, como deveria ser em toda viagem como esta. Entretanto, eu interrompi meu exílio voluntário nas terras onde mana leite, pão de queijo e outros que tais para comentar uma matéria publicada por Ibsen Pinheiro e que está no blog do Noblat, no endereço abaixo, sobre as "leis escandinavas" que atualmente pulam em nosso país: http://noblat.ultimosegundo.ig.com.br/noblat/visualizarConteudo.do?metodo=exibirArtigo&codigoPublicacao=12554 Descartando-se o campeonato por pontos corridos, o fato é que tem-se visto muito na sociedade uma espécie de cansaço do onguismo e do politicamente correto imposto pelos formadores de opinião, ditos "do bem", que querem fazer a proeza de transformar o Brasil na Noruega sem ter os recursos que fazem deste país a maravilha que ele é (para se entender melhor: a Noruega é o país de melhor qualidade de vida do mundo, medid…
Imagem
Até a quinta (ou em outra edição extraordinária).

Republicado como uma homenagem sincera

O dia em que eu chorei(Homenagem a um grande amigo meu, que se foi)Conheci Rovângelo há muito tempo atrás. Cinco, seis, sete anos ... não importa. O que importa era o tipo de pessoa que ele era: moreno, não muito alto nem muito baixo, de porte mediano, óculos - enfim, nada que lembrasse o tipo atlético, alto, forte e bonitão que povoa as revistas femininas, como exaltação do chamado “homem ideal” (muito músculo e pouco cérebro). Aliás, dir-se-ia até que ele não era grande coisa assim, já que sua voz, meio esquisita, surda e estridente, anunciava um tipo de pessoa que não se vê muito nos dias de hoje: bonachão, carinhoso, sensível, às vezes até emotivo, mas com um certo traço de “charm”, que as pessoas hoje parecem esquecer, nesses tempos corridos em que a dureza dos atos substitui a beleza da vida - não sem tristeza, nem mesmo sem dor.Mas, como eu ia dizendo, conheci-o no colégio, por assim dizer no ginásio, que é, por definição, a época em que os espíritos se abrem, desa…

Histórias da minha infância - texto escrito em 25/11/2000

Os "gigantes do ringue" e os pensamentos de um menino Quando criança - e ainda depois de velho, porque aquela estória de "garoto crescido" ainda existe - confesso que gostava de muita porcaria: também, uma criança que cresce em cidade grande quase sempre vai acabar passando boa parte de seus dias na frente da TV, que todo mundo quer controlar mas quase ninguém consegue. Curiosamente, a discussão sobre a qualidade do que se exibe vem desde o segundo dia de programação televisiva, quando foram procurar no teatro de revista quem colocar na "telinha" - mas como eu não sou advogado ou psicólogo, essa discussão é daquelas que não me interessam como importante. Uma coisa as crianças tinham em comum nesse ponto: os desenhos animados eram, assim como são hoje, a maior diversão que as crianças gostavam (ninguém me tira da cabeça que boa parte do sucesso de Xuxa se deve ao único período em que a Globo realmente exibiu boas séries, como os ainda hoje exibi…

Você já assistiu Power Rangers com seu filho hoje?

Gilberto Barros - que vem a ser o príncipe do trash da TV brasileira desde que o Sabadaço entrou no ar e que ainda garante o pão de cada dia da Band com sua audiência fora do estado de São Paulo - é também o autor de um livro com o sugestivo nome de "Você já abraçou seu filho hoje?"; aliás, não é de hoje que a gente vê aquele adesivo (um tanto quanto piegas, confesso) que chama as pessoas a brincarem mais com seus filhos, ou ainda, apenas a beijá-los, no final de um dia de trabalho ou de qualquer jornada estressante dos dias atuais. Lendo esse título, confesso que fiquei me sentindo o típico pai-de-família, e que até deu vontade de fazer crescer um bigode ou um cavanhaque; mas não é sobre isso que eu quero escrever e você não acessou um blog com o nome de trashetc para falar sobre estorinhas piegas de final de semana. Os que hoje estão entrando nos 30 e poucos ou estão nos 20 e tantos, aqueles que nasceram e cresceram no meio da maior onda de cultura trash que jam…

Referendo: SIM, NÃO e os evangélicos - uma posição

Quando soube da vitória do NÃO eu ensaiei escrever uma avaliação sobre o que pode ficar de ensinamento sobre a vitória do NÃO sobre o SIM. Mas a vitória foi de certa forma tão acachapante que equivale dizer que o NÃO cala o SIM e por isso deveria se calar diante das evidências do que representou o NÃO. Creio que não seria nem necessário dizer que o NÃO foi um não catalizado. Foi um não aos partidos de esquerda todos que fecharam questão pelo SIM, à exceção do PDT, mas em especial ao partido dos dólares na cueca, do mensalão, das mentiras, da frustração. Foi um não aos governos federal, e estaduais, também, e até aqueles municipais que têm às mãos um instrumento de combate à violência, que é a guarda municipal, e que têm se mostrado tão incompententes quanto o federal e os estaduais. Foi um não à liderança politica especifica de pessoas como José Serra (PSDB), Marco Maciel (PFL) etc e de um modo geral a toda a classe politica que demonstrou total dissintonia com o povo. E…

Conclusões sobre o referendo

Tudo bem, venceu o NÃO e, embora a maioria dos brasileiros comuns nem queira saber de portar uma arma, poderemos comprar munição e um três oitão legalmente sem ser presos por isso; e tem muita gente tentando concluir alguma coisa sobre o terceiro processo de consulta direta à população sobre um tema qualquer na sua História. Ibsen Pinheiro, por exemplo, vai ao fundo da questão ao declarar que o brasileiro está cansado de inventarem leis sem substância (aliás, ele foi o que chegou mais perto do que eu acredito): http://noblat.ultimosegundo.ig.com.br/noblat/visualizarConteudo.do?metodo=exibirArtigo&codigoPublicacao=12280. Já Marcos Sá Correa vai além, dizendo que existe um sentimento de indignação geral que está sendo detonado pelo referendo, o 'que se vayan todos' tupiniquim (que, aliás, dá medo mesmo): o link é http://nominimo.ibest.com.br/notitia/servlet/newstorm.notitia.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1&pageCode=8&textCode=19043&date=cu…

Ainda do Gravata: a resposta do "SIM"

Sabe aquele email com trocentos argumentos para desmoralizar os argumentos do SIM? Alguém resolveu rebatê-los, ponto por ponto - e, embora eu vote NÃO por estar cansado de ver o Brasil fazer leis que não funcionam e tentar ser o bonzinho do mundo Ocidental, esse merece ser copiado na íntegra, já que alguém tinha que rebater os argumentos com maestria. Segue o link para o original: http://gravataimerengue.com/?p=95491745 - e aguardem, para breve: porque fazer ou não fazer referendo no Brasil. Descobri que a arma legal alimenta os bandidos. Todas aquelas AR-15, AK-47, granadas e bazucas que os traficantes do Rio usam foram roubadas de cidadãos honestos que compraram as armas legalmente. Da minha casa mesmo, por exemplo. Ano passado me roubaram quatro mísseis stinger … Pois é. Os assaltantes, nos semáforos, não usam tresoitão nem outros revólveres. Eles assaltam com tanques de guerra e lançadores de granadas. De fato, não há mesmo armas que saem das casas dos “cidadãos comuns”…

O código de trânsito, segundo Gravataí Merengue

Gravataí Merengue (que eu não sei quem é, mas só de trabalhar com a Soninha parece ser do "grupo do bem", embora de uma forma mais esclarecida  e animadora) colocou em seu blog um comentário bem interessante sobre o Novo Código de Trânsito, que está em http://gravataimerengue.com/?p=95491746. Mas, para não deixar de fazer meus reles comentários que a meia dúzia que acessa este blog lê: o Código foi feito para motoristas que sejam experts em legislação, ladies and gentleman no cotidiano e médicos em potencial - as multas ainda garantem o sucesso dessa lei, mas será que alguém poderia fazer leis para o Brasil e não para a Suécia uma vez, que seja? E: sim, estou um pouco mau humorado hoje ... :P

Carta a um antigo colega, sobre o duplo sentido do ser

Imagem
(São Paulo, 07 / 10 / 96 - 17h26min)

“Lancome, estive pensando seriamente sobre a dubiedade da vida. Esse assunto, que intriga os cientistas, fascina os filósofos e apaixona os teólogos, tem transformado pessoas e seres no decorrer dos tempos. Comigo também não seria diferente, Lancome, e lhe direi o porque.
Meu caro Lancome, muitos acham que vivi minha vida da maneira mais simples possível, e que sempre fui esse homem gentil e educado que hoje lhe fala, e que transforma o meio em que vive, dotando-o de um grande astral, que é, afinal, o que faz com que o mundo gire, e que transforma a todos que o cercam em infinitas peças desse tabuleiro colossal chamado universo. No entanto, Lancome, quero que saiba que nem sempre eu fui assim, metido a sabido, seguro de mim, querendo simplesmente fazer de minh´alma um catalisador das profundas certezas existentes no ser.
Já vivi muito mais do que pensas, Lancome. Quando jovem, sentia em meu ser toda a fúria de um garoto que aprende seus primeiros pa…

De olho naquilo: seios tocando MP3 ???

Eu me pergunto qual é a verdadeira utilidade dessa 'descoberta' a não ser provar que o som pode se reproduzir em qualquer tipo de superfície - e, para variar, só podia ser do 'The Sun', o Notícias Populares da Inglaterra: Seios de silicone podem tocar MP3 Chips embutidos em próteses de silicone podem transformar os seios da mulher em tocadores de música digital, anunciam pesquisadores da British Telecom.Pelo que deu a entender, o dispositivo funcionaria assim: em um dos seios se implanta o player de MP3, e no outro seria instalada a lista de músicas - sendo que no pulso é que ficaria o painel de controle do equipamento. Mas o que me deixa curioso é o seguinte: onde é que vão colocar o fone de ouvido e a USB (dispositivo de conexão ao micro) do negócio? No braço? Ou será que vai sair da própria prótese?Para maiores devaneios, a matéria completa está em http://www5.estadao.com.br/tecnologia/informatica/2005/out/17/37.htm; e, não, realmente essa matéria não …

Milésima atualização de template ...

... mas acho que dessa vez vai; e, por enquanto, segue um outro texto para a galera: Fragmentos de uma viagem pelos meus sonhos mais ocultos e obscenos (por Fábio Peres) viajo ... vida, luta, sonho, sem sentido. mesmice ... sentimento minúsculo, VONTADE MAIÚSCULA. viajo na montanha-russa dos sentidos, viajo pensando pouco e muito sentindo, viajo ... viajo por teu ser descabelado, teu entorno destroçado. viajo. não percebo, meu minúsculo sentido, de sussurrar, GRITAR !!! viajo ... por teu âmago, ânsia do desconhecido, do sonho, do fogo, do risco. viajo ... sem cessar ... viajo ... 30/10/03, 15:33

O conflito do ser vivo diante de si mesmo

Pensamentos, voam ao longe, sentidos, corroídos, amores, de grande rancor. Consumidos, torcidos, recusados, aceitos, sofridos em suspenso, torpor. É a vida, de tantas esperanças, que se espera; Na procura, de um grande afago traz a quimera. Até quando terei que esperar pelo fim dessa dor? Ou quanto me acostumarei ao tremendo horror? Não sei ... Pensamentos, voem ao léu, vocês são o que me segura no chão.

Alguns "post-its" sobre um pouco de tudo

Informações do Blog do Noblat dão conta de que a vantagem do SIM em relação ao NÃO no referendo é de 16 pontos, segundo pesquisa interna da Frente para a Legítima Defesa, vulgo "turma do NÃO". Considerando-se que a última pesquisa sobre o assunto dava em 75% para o SIM (quase 50 pontos na frente), o tamanho da diferença caiu bastante - mas será que dará tempo para uma virada na opinião popular? Com a palavra, as mulheres. ... Enquanto isso, o NedStats continua me pregando peças: tem gente que chegou por aqui procurando pelo filme "O Refúgio Secreto" - obrigado, Benno Souto !!! - e também por trabalho sobre presidencialismo e parlamentarismo. Valeria a pena escrever mais sobre esse último assunto; enquanto o momento não chega, seguem alguns bons links de referência: http://www.uniaonet.com/espbiogcorrietemboom.htm - uma história muito interessante sobre Corrie Ten Boom e como ela pode "perdoar" o soldado que a humilhou nos campos de concentração. h…

Confissões de um menor de rua

Eu não gosto de esperar,pois dá medo.Nessas ruas falta vida,sentimento.Eu não quero mais parar,dá receio.Eu não tenho nada maisque um tormento.Eu não posso ver o mundo,pois não sinto.Se eu digo: ´Tô feliz,eu só minto.Não entra comigo na rua,é “mancada”.Já me viram cá contigo,na “quebrada”.Fica aqui, moço, comigo,fica agora.Pois eles vem me pegar,sem demora.Eu não gosto de esperar,nada tenho.O meu mundo é uma droga,falta empenho.Eu não tenho muito, moço,nessa estrada.Para mim, eu sou só hojequase nada.Eu só quero uma coisa,seu “dotô”;Morrer muito ligeirinho,sem a dor.Dor de morrer com balana cabeça.De viver tendo sóuma sentença.Me dá um trocado, moço, por favor. P´ra eu não morrer de fome,meu senhor.P´ra eu não morrer de sede,sem valor.P´ra eu não morrer de frio,sem calor.P´ra eu não morrer na guerra,sem amor.Moço, dá um trocado pr´eu comer ...(escrito sob o pseudônimo de J. R. Babbash, em 27/09/1996)

Teorema nada normal sobre ovos e seus frutos

Depois que o Sérgio Mallandro resolveu fazer a infâmia de cantar junto com o Faustão uma música tendo como tema o óvulo fecundado da galinha, provocando náuseas nos amantes da MPB, nada mais me resta a não ser celebrar o fato de que não como ovo, de codorna, pata, galinha ou gansa, desde o meu aniversário. E me perguntar que diabos é o Togepie (além de um pokemon que não saiu da casca, é lógico). FPS, 04/10/2005, 14:13

De volta ao referendo: o jogo começou.

Enfim, começou a discussão efetiva sobre o referendo do desarmamento; antes, porém, devo dizer que adoro horário político justamente porque é nessa hora que realmente as discussões político-filosóficas sobre assuntos relevantes aparecem de verdade; pode ter Internet ou jornal, mas o povo sabe mesmo das coisas é pela TV que nos vicia. E começou bem, aliás: hino da Independência no horário do NÃO, artistas globais às pencas defendendo o SIM (detalhe: é impressão minha ou a Globo está desenvolvendo esses comerciais? é tudo tão Globotec que espanta !!!) e os festivais de verdades e mentiras, devidamente distorcidas de ambos os lados - como a informação de que existem 17 milhões de armas de fogo no país, que omite que só 2,5 milhões são legalizadas de verdade. Os pró-queima das armas, confesso, levam muita vantagem nessa guerra: os comerciais são bem feitos, e Fernanda Montenegro empresta seriedade a qualquer coisa que fala - mas eu não me esqueço da última vez em que o Brasil …